Onde nasceu a intolerância e dominação masculina?

"A autoridade"


Em épocas remotas, as mulheres sentavam na proa das canoas e os homens na popa. Eram elas que caçavam e pescavam. Elas saiam das aldeias e voltavam quando podiam ou queriam. 
Os homens arrumavam as choças(ocas), preparavam a comida, mantinham as fogueiras acesas para amenizar o frio. Cuidavam dos filhos e curtiam as peles que serviam de abrigos. Assim era a vida entre os Índios Onas e Yaganes na Terra do Fogo.

 Até que um dia os homens mataram todas as mulheres e passaram a usar máscaras para causar terror. Somente as meninas recém nascidas se salvaram do extermínio. Na medida que elas cresciam, os assassinos falavam para elas, e repetiam, que servir aos homens era seu destino. Elas acreditavam. Também acreditaram suas filhas e as filhas de suas filhas. 


Esta é uma tradução livre do conto "La autoridad" do livro "Mujeres", de Escritor Eduardo Galeano.

Eduardo Hughes Galeano nasceu em Montevideu, Uruguai, em 1940. Foi chefe de redação semanário Marcha e diretor do diário Época. Em Buenos Aires fundou e dirigiu a revista Crisis. Viveu exilado na Argentina e Espanha. Em princípios de 1985 regressou ao Uruguai. É autor de vários livros, traduzidos para mais de vinte línguas e uma variedade grande de obras periódicas.

Este é uma bela lenda que nos  fala de intolerância, dominação cultural, econômica, sexual...etc. O que me deixa triste é que, em pleno século XXI, ainda exista tantos "indios Onas e Yaganes".

imagens: google