Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo

Hoje minha dica de filme é "Viajo Porque Preciso,Volto Porque Te Amo".

Antes de falar sobre o filme, eu quero dizer que não sou especialista em filmes. Mais ainda, não sou especialista em nada. Sou apenas uma amante das artes. Todas elas!! Por isso, me esforço para aprender sempre! Mais e mais. Gosto de olhar a vida com  um olhar mais crítico, um olhar mais artístico.

O filme "Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo" é um daqueles filmes que não tenta agradar o público, talvez por isso, gostei tanto. Sim, porque gosto de filmes mais secos, ásperos. Que me fazem viajar nas suas metáforas. E o filme de Karim Ainouz é assim. Talvez por conjugar linguagem documental com ficção.

Nesse filme o cineasta Ainouz muda completamente sua "formula"  que até então conhecíamos, com seus dois primeiros longas: o masculino "Madame Satã" (2002) e o feminino "O Céu de Suely" (2006), em "Viajo Porque Preciso... o narrador nunca aparece em cena, só ouvimos a sua voz, isso é o que diferencia dos outros. Os críticos chamam de filme "sem corpo".

Sinopse: Recém-separado da mulher, o geólogo José Renato é enviado para realizar uma pesquisa de campo em que terá que atravessar todo o sertão nordestino. O objetivo é avaliar o possível percurso de um canal que será construído a partir do desvio das águas do único rio caudaloso da região. Para muitos dos habitantes, o canal será uma solução, uma possibilidade de futuro e esperança. Mas para aqueles que moram próximo ao novo canal, ele significa desapropriação, partida, perda. Muitos lugares por onde José Renato passa serão submersos; muitas famílias que ele encontra serão removidas. O geólogo começa a se identificar com o vazio, o abandono e o isolamento dos locais por onde passa. 



Fonte :Mostra.org