1 on 7: amor que quebra barreiras

Quando penso em um casal literário que represente o amor, a primeira lembrança que me vem são os personagens Mr. Darcy e Elizabeth Bennet, do livro "Orgulho e preconceito", escrito pela romancista britânica Jane Austen (1775 – 1817), publicado em 1813.

orgulho_e_preconceito_04
(Este é meu exemplar)

"Orgulho e preconceito" (“Pride & Prejudice”, no original) é considerado uma das obras mais importantes de Austen e uma das primeiras comédias românticas na história da literatura.


Por que estou falando sobre um casal literário que representa o amor? 

Porque estou participando de um  "Projeto literário" chamado "7 on 7" (produção de textos, 1 vez por mês, por 7 meses, que indica livros com temas específicos).  A ideia veio da Raymara Milhomem, do blog Diário da filha do meio.
  Orgulho_e_preconceito_02
 (Cena no filme “Orgulho e preconceito”, com Keira Knightley e Matthew Macfadyen)

A história do livro se passa em 1797, na Inglaterra e narra a trajetória da jovem Elizabeth Bennet, de 20 anos, que vive com suas quatro irmãs Jane, Lydia, Mary e Kitty, em uma cidade do interior. As irmãs Bennet foram criadas pela mãe para encontrar maridos que garantissem os seus futuros. A trama gira em torno da jovem Elizabeth, que diferente de suas irmãs, não queria uma vida completamente dependente de marido. Quando o Mr. Bingley, um solteiro bem sucedido, passa a morar na mansão vizinha, as irmãs já enxergam uma possibilidade de arranjarem um marido. Junto com ele, chega Mr. Darcy, um homem também rico e esnobe com quem Elizabeth se envolverá cada vez mais, vivendo uma relação de amor e ódio.
A escolha do livro "Amor e preconceito", para representar o amor,  se deve ao foto de que, nele, Austen nos apresenta o amor de um casal capaz de superar a barreira da diferença social (“orgulho e preconceito”). E, principalmente, porque a escritora aborda o escasso poder de decisão concedido à mulher na sociedade burguesa da época. No livro os temas: costumes, o amor, a condição da mulher, os preconceitos e o casamento são abordados de maneira simples, com influência do Romantismo e Neoclassicismo .

orgulho_e_preconceito_03

Segundo Otto Maria Carpeaux, Elizabeth Bennet e Fitzwilliam Darcy estão entre as criaturas mais completas da literatura universal.

Aqui deixo a lista de outros blogs que também estão participando do "Projeto 7 on 7". Convido você para visitá-los e conferir quais livros eles indicaram.


10 comentários:

  1. Ainda não li o livro, mas já ouvi falar tanto sobre ele que sei um pouco da história. Achei muito bacana a ideia do post.
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada pelo seu comentário e pela dica! Pode deixar, vou ler sim. O problema é o tempo! super beijo!

    ResponderExcluir
  3. Muito, muito obrigada por sua visita! Espero que volte sempre!

    ResponderExcluir
  4. Obrigada pelo seu comentário! Se o livro é lindo, profundo. Uma bela história! Literatura contemporânea de qualidade.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Irisvanda Oliveira11 setembro, 2014

    Olá Nilda, tudo bem? O titulo do livro parece ser bem intrigante e parece ser um livro que todos devemos ler.

    Gostei bastante da sua resenha e me despertou muita minha curiosidade.

    Adorei conhecer o seu blog.

    Beijos e sucesso.

    http://chuvaelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Silvinha Souza11 setembro, 2014

    Muito legal o texto. Não li o livro ainda, mas pela sua resenha podemos perceber que o livro é muito bom. Parabéns pelo texto.

    ResponderExcluir
  7. Um livro ótimo para refletir pelo visto, sua resenha foi clara e conseguiu me transmitir a beleza dessa obra!

    Fiquei bastante curiosa para ler ele e tirar minhas próprias conclusões! Todo livro que traz um história que nos faz pensar é um bem para nossa alma, que consegue tirar uma mensagem dele!

    Beijos e até! :)

    Sou do Blog:

    http://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  8. Thais Cristina11 setembro, 2014

    Gostei da sua resenha, já sei que não posso ir com tantas expectativas, hehe
    Eu gosto desse tema de distopia, não muito literal, mas tenho um sério problemas em autoras desse gênero que focam mais no romance do que na distopia em si (leia-se: Kiera Cass haha)
    Enfim, tô curiosa pra conferir! Parabéns pela resenha :)
    Beijos,
    Thay.

    www.missthay.com

    ResponderExcluir
  9. Eu amei essa ideia! <3

    Com certeza vou querer !!! *-*

    Beijos e até! :)

    Ansiosa !!!!!!!

    Sou do Blog:

    http://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir