[Resenha] Se eu ficar: As lágrimas vão rolar

seeuficar_01
Imagem do filme

Você já deve ter ido assistir o filme "Se eu ficar". Se não foi, corre. Segundo ouvi falar, ele faz chorar mais do que "A culpa é das estrelas".  Se isso é bom ou ruim fica por sua conta.

Se você curte romance doce, separações bruscas, com grande dose de sofrimento, então esse filme para você.

SE_EU_FICARComo ainda não vi o filme, vou falar somente do best seller "Se eu ficar" (Editora: Novo Conceito), livro homônimo que inspirou o filme. As impressões do filme fica para depois.

A premissa do livro não é nenhuma novidade. Uma linda jovem, com uma vida feliz, família maravilhosa (pai, mãe e irmão), namorado lindo, descolado, maravilho. Tudo perfeito. Porém, acontece um fato inesperado que muda tudo.


Em "Se eu ficar", a linda jovem se chama Mia, musicista talentosa. É pelos os olhos de Mia que acompanhamos os fatos ocorridos.

Mia vive sua vida feliz. Até que em um dia de provável nevasca, em Oregon, em que todos deveriam ficar em casa, a família de Mia, não obedecendo às orientações, resolve passear de carro.

Um acidente terrível acontece. Mia vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais, mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida. Os avós, tias e primos, amigos aguardam na sala de espera. Enquanto isso, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente e também o que aconteceu depois. A última coisa de que Mia se lembra é a música que tocava antes do acidente. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas. E se eu ficar!?
se_eu_ficar_-_chloe_moretz
Imagem do filme

O que eu gostei no livro: da relação da Mia com a família; o quanto ela amava os pais e o irmão; amor dos avós por Mia.

Acho que o livro é mais sobre amor familiar, ou pele monos deveria ser, do que sobre o amor romântico do mocinho com Mia. Na verdade, não senti nenhuma empatia pelo namorado maravilho. Se o tal do Adam não estivesse no livro eu nem iria sentir falta.

É emocionante a relação dos avós  com a Mia. A forma como cada um, avó e avô, sofre enquanto esperam Mia se recuperar.Também achei bem fofa a relação de Mia com sua melhor amiga, Kim.
se_eu_ficar_osnosdarede
Imagem do livro: meu exemplar
O livro é para um leitor que não é exigente, em termos de trabalho com a escrita, pois a linguagem é simples, direta. Não há um trabalho com a sintaxe ou com metáforas. Também há descuidos em relação a tradução.

O único recurso usado Gayle Forman é que a história vai se alternando entre depois do acidente (Mia na hospital) e fatos passados da vida dos personagens. Tudo relatado por Mia.

O livro não traz explicitas questões ligadas a morte, a vida, a religião. Talvez, os momentos que aparecem essas questões sejam quando é relatado que avó de Mia acredita em anjos e o relato do velório de um amigo dos pais de Mia.

Para a avó, as pessoas voltam da morte em forma de animais, seres, para cuidar dos antes queridos (uma mistura de reencarnação e catolicismo).


"Se eu ficar", emociona porque é uma jovem que precisa decidir se fica ou se segue para a morte.
se_eu_ficar_osnosdarede_03
Imagem do livro: meu exemplar

Agora preciso conferir a continuação “Para onde ela foi”, narrado na voz de Adam.


0 comentários:

Postar um comentário