[Resenha] Garota exemplar


Sinopse Na manhã de seu quinto aniversário de casamento, Amy, a linda e inteligente esposa de Nick Dunne, desaparece de sua casa às margens do Rio Mississippi. Aparentemente trata-se de um crime violento, e passagens do diário de Amy revelam uma garota perfeccionista que seria capaz de levar qualquer um ao limite. Pressionado pela polícia e pela opinião pública e também pelos ferozmente amorosos pais de Amy, Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamentos inapropriados. Sim, ele parece estranhamente evasivo, e sem dúvida amargo, mas seria um assassino?



Vou falar minhas impressões sobre Garota exemplar, de Gillian Flynn, publicado no Brasil pela Editora Intrínseca. O livro já ganhou adaptação para o cinema, ainda não assisti.O diretor é David Fincher, o mesmo de “Millennium: Os homens que não amavam as mulheres”.

Eu li em algum lugar que hoje é quase uma regra escrever já pensando nas adaptações. Se isso é bom ou ruim, não sei dizer. 
gonegirl15
Bom, vamos ao  Garota Exemplar, o livro. Você leu a sinopse acima, então irei direto aos meus achismos.

Para começo de conversa, iniciei a leitura imaginando que se tratava de um livro só sobre casamento - os dramas, as dificuldades, a ruína.

Para minha surpresa, Garota exemplar vai além, muito além. Tem crítica ao casamento? Sim, tem. Há mundos dentro do casamento, criados pelos parceiros, que na maioria das vezes não se cruzam. E tem o fato de, geralmente, os casamentos iniciam intensos, mas depois vem a calmaria. Nem todos estão prontos para calmaria.

Também há crítica à mídia sensacionalista. Na vida real temos vários exemplos de como ela lida com casos policiais famosos, explorando até a última gota de sangue. 

Mas, para mim, Garota exemplar é mais sobre mentes doentes. Na narrativa, essas mentes jogam entre si e com o leitor (os narradores conversam com o leitor).

E nessa questão de abordar como uma mente ardilosa trabalha, o livro não decepciona. O grande problema é que a história demora a deslanchar. A primeira parte é lenta (metade de 446). Quase desistir. Eu só conseguia pensar: o livro tem palavras demais.


garota_exemplar_03
A narrativa é dividida em três partes. Nelas vão se alternando as perspectivas discursivas de Nick e Amy. E como eu disse, eles vão confundindo o leitor. Psicopatas são mestres em esconder o que tem dentro deles.

Aos poucos o leitor vai percebendo que não só Nick é o mentiroso, mas Emy também. Ela é mentirosa, ardilosa e manipuladora. Ah, mas a grande questão é: quem é o verdadeiro psicopata da história?

Bom, vou parar por aqui, pois sempre dou spoiler. Se você gosta de drama psicológico-suspense-policial, esse é o livro certo para você. Só precisa ter paciência com o inicio. O final é ainda é polêmico.

0 comentários:

Postar um comentário