PARCERIA | Uma Canção para a Libélula | Juliana R. S. Daglio

Os nós da rede fez parceira com a autora Juliana R. S. Daglio, autora do livro Uma Canção para a Libélula.

Estou imensamente feliz com mais essa parceira, pois teremos a possibilidade de ler mais um livro nacional. Estou muita empolgada, pois pela sinopse parecer que o livro nos traz uma história envolvente, que falar de vida e morte.


Livro: Uma canção para a Libélula
Autora: Juliana R. S. Daglio
Editora: Deuses Editora
Edição: 1ª
Páginas: 212
Sinopse: 
Era uma comum primavera numa fazenda qualquer, mas um encontro inusitado aconteceu: a Menina e a Libélula se viram pela primeira vez. Assombrada por um medo irracional da Morte, a Menina é marcada por esse encontro para o resto de sua vida. Compõe então uma canção em seu piano, homenageando a misteriosa libélula. Os anos se passaram, Vanessa vivia em Londres e tinha a vida cercada por seu iminente sucesso como pianista, porém, algo aconteceu, mudando seu destino: Uma doença, uma viagem e um reencontro. Vanessa precisará encarar fantasmas que sequer lembrava um dia terem assombrado sua vida, tendo de relembrar a morte do irmão e reviver seu conflito com a mãe. E mais importante e mortal, conhecer a grande antagonista de sua vida, a quem chama de Vilã Cinzenta. De Londres a São Paulo, dos Palcos aos Lagos. “Uma canção para a Libélula” é a história de uma alma perdida e de sua busca por quebrar o casulo de sua existência, para só então compreender o sentido da própria vida. Este livro é um profundo mergulho em uma mente nebulosa, permeada por lagos obscuros e pela inusitada morte; não havendo sequer esperanças.

Biografia do Autora: Vinte e poucos anos, Psicóloga Clínica, apaixonada por Psicanálise, viciada em Livros e amante do Rock Britânico. Desde criança foi vidrada em faz de conta e inventava inúmeros personagens para conversar. Assistia a filmes sobre vampiros já aos seis anos, mesmo que tivesse que se esconder atrás do sofá. Na adolescência, dizia que iria ser uma Libélula. Hoje em dia se diz uma adulta confusa, que ainda adora vampiros, não ganhou asas de libélula, mas escreveu um livro sobre elas, transformando seus personagens inventados em pessoas reais, embora sejam feitas de tinta e papel. 

Lançamento em Agosto na Bienal do Livro em São Paulo. 
Mídias: Editora Deuses | Skoob: Um Canção para a Libélula | Blog da autora: Menina Libélula

Vocês já leram esse livro? Quais as impressões de vocês? Em breve teremos resenhas aqui.

0 comentários:

Postar um comentário