Resenha| Lagoena: o portal dos desejos | Laísa Couto | Editora Draco


Lagoena: O portal dos desejos

Laísa Couto

Título Original:
Editora: Draco
Número de Páginas: 217
Ano: 2014
Avaliação: ★★★★
*Book tour organizado pela autora
Sinopse: Rheita é órfã de mãe e a única neta de um joalheiro falido. Por mais que seu avô tente, os esforços para isolar essa garota de 10 anos do mundo e esconder sua verdadeira identidade são inúteis. Inteligente e esperta, a curiosidade da garota leva-a a uma descoberta no antigo quarto da mãe. Encontra a metade de um mapa mágico, mas qual seria a relação disso com o desaparecimento de seu pai? Quando Kiel, o filho gago do sapateiro, faz revelações incríveis a Rheita, juntos partem para uma aventura repleta de segredos ainda maiores, rumo a um outro mundo, Lagoena, a Terra Secreta que corre grande risco de não mais existir. A menina deverá salvar esse lugar mágico, protegendo o tesouro do mapa da cobiça de um imperador amaldiçoado, enquanto segue o maior desejo de seu coração: encontrar o pai que nunca conheceu.

Lagoena: o portal dos desejos é um livro da autora iniciante Laísa Couto. Acho que todo autor iniciante sonha em escrever o primeiro livro já com uma escrita consistente, em uma linguagem fluída. Pois é, Laísa se saiu muito bem. Creio que posso dizer que autora apresenta uma escrita madura, numa narrativa para agradar a todos que amam o gênero fantasia.

Lagoena: o portal dos desejos traz a história de Rheita, uma menina de 10 anos, órfã de mãe, o pai desapareceu quando ela era só um bebê. Criada pelo avô, o Sr. Gornef, Rheita leva uma vida reclusa. O Sr. Gornef não permite que ela interaja com muitas pessoas. Isso tudo porque Rheita tem uma marca na mão, associada a uma lenda antiga.

Para proteger a menina das expectativas da população, em relação à marca, o avô, junto com a vizinha, Dona Adeliz, decidem que Rheita usará sempre uma luva, para que ninguém veja a marca.
imagem divulgação/Laíse Couto
A ambientação do livro se passa em um Reino chamado Vinagre. O Sr. Gornef é um joalheiro que perdeu o encanto pela profissão, mas a joalharia volta a florescer quando o velho joalheiro contrata o novo ajudante Kaspar.

Rheita tem um mau presentemente em relação a Kaspar. E suas suspeitas são confirmadas quando Rheita o pega bisbilhotando a casa.  Ele busca algo que Rheita precisa encontrar antes dele. Mas que objeto seria esse?

Em sua busca, Rheita acha a metade de um mapa. Com a ajuda do seu novo amigo, Kiel, o filho gago do sapateiro, Rheita descobre informações surpreendente sobre Kaspar e o maléfico Zhetafar, o Imperador do Caos. Lendas antigas contam que Zhetafar governou um império distante, em tempos remotos, com muita crueldade.

Rheita e Kiel decidem viajar/fugir para o lugar que o mapa indica. Juntos, Rheita e Kiel,  partem em uma aventura em um mundo mágico, Lagoena.
Os músculos alvos eram delineados; as crinas ondulavam lisas e imaculadas. No meio da testa um chifre prateado reluzia, e, quando os dois garotos se deram conta, perceberam que esse raro animal inundava sutilmente de luz tudo ao seu redor. O unicórnio... [p. 167] 
Mapa de Lagoena
Em Lagoena, Rheita e Kiel precisam encontrar as setes chaves que abrem O Portal dos Desejos. Na busca pelas chaves, Rheita e Kiel vivem várias aventuras, passam por grandes perigos, encontram series fantásticos. 

É possível duas crianças completarem uma missão tão difícil? Os dois personagens são maduros, inteligentes e empenhados em cumprir a missão. Vocês precisam ler o livro para saber como termina essa aventura pelo mundo mágico de Lagoena

No início eu confesso que fiquei com um pé atrás em relação a idade de Rheita e Kiel. Depois fiquei pensando que, em mundo medieval, ou em mundos mágicos o conceito de criança não é o mesmo que temos hoje, na sociedade pós-moderna. 

A imaginação de Laísa Couto escava várias lendas e contos antigos e projeta um novo conto, com um olhar atento para os detalhes, num estilo de narrativa envolvente. A forma de narrar da autora nos força a virar a página para saber qual será o próximo lugar fantástico que Rheita irá encontrar mais uma chave. E quais os series fantásticos ela irá encontrar.
Grandes asas fulgurantes abriam-se ao sol daquele entardecer, tingindo a floresta de vermelho-afogueado. As aves raras entoaram seu canto em notas melodiosas, lúgubres, no entanto magníficas: era o canto da morte das fênices. [p.165]

O trabalho que Editora Draco é também um ponto a ser destacado. A diagramação é simples, mas tem uma relação direta com a narrativa, com revisão impecável. Ah, tem o mapa, impressível quando se trata de um mundo fantástico. Lagoena: o portal dos desejos se tornou meu mais novo queridinho.

Uma última informação: história de Lagoena terá outros livros. Segundo informações do blog da autora, o segundo livro se chamará A Feiticeira do Espelho

0 comentários:

Postar um comentário