Resenha || Herdeiro do Império - Série Star Wars - Trilogia Thrawn | Timothy Zahn | Editora Aleph


Herdeiro do Império - Série Star Wars - Trilogia Thrawn

Timothy Zahn

Tradução: Fábio Fernandes
Gênero: Ficção cientifica
Editora: Aleph
Número de Páginas: 473
Ano: 2014
Avaliação: ★★★ ★
Sinopse: Luke, Han e Leia enfrentam uma nova ameaça. Cinco anos após a destruição da Estrela da Morte, a ainda frágil República luta para restabelecer o controle político e curar as feridas deixadas pela guerra que assolou a galáxia. O Império, porém, parece não ter morrido com Darth Vader e o imperador. Habitando os confins da galáxia, o grão-almirante Thrawn, gênio militar por trás de diversas ações imperiais, ainda luta para reconquistar o poder perdido. A bordo do destroier estelar Quimera, ele descobre segredos que lhe darão a chance de destruir definitivamente o que restou da Aliança Rebelde, para assim retomar o domínio da galáxia e controlar os últimos dos Jedis.
Oi, pessoal! Eu sou o João Victor e essa é minha primeira resenha aqui no blog. Espero conseguir expressar um pouco de tudo o que eu sentir ao ler o esse livro. Eu sou um jovem leitor apaixonado, principalmente, por fantasia e ficção cientifica, e estarei por aqui falando minhas impressões dos livros que leio.

Ainda não sou um profundo conhecedor do universo Star Wars, pois até agora eu só havia assistido os filmes. Bom, mas já vou avisando que Herdeiro do Império me deixou ainda mais fascinado pela Saga Star Wars.

Herdeiro do Império é o primeiro livro da trilogia Thrawn, publicado pela Editora Aleph. Essa trilogia estava esgotada desde os anos noventa. A Aleph resolveu presentear os fãs com essa nova edição que ficou lindíssima.

Em Herdeiro do Império vamos encontrar Han Solo e Leia Organa casados. E já tem se passado cinco anos desde os acontecimentos de O Retorno de Jedi. Depois da morte do Imperador Palpatine, a República é quem comanda novamente. Ainda há Stormtroopers, mas a Aliança Rebelde tem trabalhado para combater esses inimigos. Além desses focos de conflitos, há também planetas que ainda são fieis ao Império.

Bom, o fato é que a paz ainda está longe de ser consolidada na galáxia. E o pior ainda está por vir: uma poderosíssima forma surge, desafiando novamente a Republica. Jedis, Luke e Leia terão que combater as forças imperiais de Grão-Almirante Thrawn, o Senhor da GuerraThrawn é um personagem peculiar: não é humano; tem um posto no alto comando, abaixo apenas de Darth Vader.
Grão-Almirante Thrawn - olhos vermelhos, pele azul

E como esse novo vilão surgiu?! É que ele estava do outro lado da galáxia, dominado e escravizando planetas, trabalhando em estratégias militares enquanto aconteciam os fatos já conhecidos de "Uma Nova Esperança", "O Império Contra-Ataca" e "O Retorno do Jedi".

Thrawn  ataca a Nova República logo em seguida à destruição da Estrela da Morte, em que os Rebeldes  matam Palpatine. Ah, mas ainda tem a questão de uma arma muito poderosa, que  Thrawn  quer por as mãos, que poderá levá-lo a um patamar de poder ainda maior.

Após eu assisti aos seis filmes dessa saga maravilhosa, não imaginava que Star Wars ainda tinha tanta historia assim contar. E é isso que Herdeiro do Império é: um livro que traz fatos inéditos, que não estão nos filmes.
Mara Jade e Luke

Além disso, traz grandes revelações e novos personagens carismáticos, como: a Jedi Mara Jade; Talon Karrde, contrabandista; Corran Horn, sensitivo à Força; Joruus C'baoth, um clone Jedi a serviço do Grão-Almirante.

Ah, e o novo vilão, o Grão-Almirante Thrawn. Apesar de Thrawn não aparecer tanto na trama, seus momentos são bem legais, onde ele se mostra um personagem estrategista e muito inteligente estando sempre um passo à frente de seus inimigos. Não posso deixar de mencionar os personagens que são ícone da saga, cada um com suas características, como: LukeHan Solo, LeiaChewbaccaR2-D2 e C3-PO.

Como leitor iniciante no Universo expandido Star wars, o livro me surpreendeu muito pelo fato de achar que não iria funcionar adaptar Star Wars para os livros, mas na verdade funcionou muito bem. O livro te envolve muito e quando você vê já esta na metade, mas os locais onde as coisas acontecem poderiam ser mais detalhas. Acho que Thimothy deu pouca atenção ao cenário e isso incomoda um pouco.


Resenha por João Victor 

0 comentários:

Postar um comentário