Resenha || O Canto do Cisne | Bianca Sousa


O Canto do Cisne

Bianca Sousa

Editora: Independente
Número de Páginas: 200
Ano: 2015
Avaliação: ★★★


Sinopse: Elena vê sua vida virar de cabeça para baixo quando espetáculo e vida real se misturam.Nos palcos: ela interpreta a princesa Odette, de “O lago dos cisnes”, que, enfeitiçada, tem como sina se transformar em cisne todas as manhãs.Na vida real: tal como ocorre na história que protagoniza, torna-se vítima do mesmo feitiço, e agora precisará encontrar o tal do amor verdadeiro para findar a maldição, sob o risco de perder o papel do espetáculo – e a própria vida.
A primeira vez que li a obra da Bianca Sousa, me apaixonei de cara. Primeiro porque ela consegue atrelar a releitura de obras clássicas com um misto de modernidade. Em Eterna: o som do amor, senti a sutileza dos detalhes e ao mesmo tempo uma paixão que emergia de cada personagem. Não deixando de citar o valor reflexivo que cada obra traz, sempre com uma temática única que nos deixa querendo sempre mais.

O canto do cisne, como o próprio título já nos deixa subentender, é a releitura do clássico “ O lago dos cisnes”, que por sua vez foi inspiração mundial em filmes, desenhos e principalmente para a dança, a exemplo disso temos o Ballet. Nesse livro, a autora conta a estória de Elena Santini, uma garota melodramática, querida e apaixonada por dança clássica. O seu maior sonho sempre foi atuar com os grandes nomes do ballet.

O início da obra nos situa sobre a rotina da personagem, seu estilo de vida, suas tendências, personalidade, seus sonhos e principalmente a pessoa com quem compartilhava tudo! A sua melhor amiga Lúcia, sempre estava por dentro de todos os detalhes de sua vida e aconselhava à medida que a garota não sabia qual escolha tomar.
"Se fosse fácil, não se chamaria vida, e sim MIOJO."
Quase tudo na vida de Elena estava perfeito, exceto por uma coisa... Ela sempre foi um desastre nos relacionamentos, mesmo com tanta beleza e “sorte”, ela tinha algo que conseguia manter os caras de quem gostava longe.

Como a vida segue, e sempre em frente. A moça vai à uma audição no teatro, para concorrer ao papel principal da grande obra de “O lago dos cisnes” na versão em ópera rock. Além de dançar, ela teria de mostrar seu lado atriz e exibir a sua bela voz para merecer o papel. Toda a tensão para ser a escolhida e levar o papel principal. Será que ela conseguiu?! Não só conseguiu, como também levou aplausos e elogios da sua maior inspiração Angelique (grande dançarina de Ballet clássico).

O que não deixou uma das candidatas nada contente. Aline Morette tinha as mesmas características físicas de Elena, e se achava excelente para o papel de Odette, mas acabou ficando com o papel de antagonista, a Odile. Para piorar, ela era a filha de Ronald Roland, um dos jurados e dirigentes da companhia... Daí vocês já tiram o que vai acontecer!
"As duas histórias, a do palco e a sua própria, desafiavam a lógic, a fé e o mal."
Depois de toda a confusão, veio a seleção para o papel masculino, em que entre vários candidatos, o belo Samuel, fora selecionado para ser o Príncipe. Elena não pôde deixar de suspirar com a performance e a beleza daquele rapaz, que também retribuiu os olhares.

Na vida de Elena, nem tudo são flores, as coisas sempre que vão bem, de alguma forma pioram. Aline faz de tudo para tomar o seu papel, e é com a ajuda de Ronald, o seu pai, que tentará conseguir aquilo que mais deseja: o papel principal. Algo terrível acontece com a pobre Elena, que agora tentará encontrar meios para seu sonho não desabar.

Sou apaixonada por conto de fadas moderno, principalmente quando o autor consegue atribuir características próprias para as suas personagens, e dá um novo rumo para a estória. O canto do cisne tem uma linguagem simples e cativante e nos prender como leitores, de forma a não opinar e nem julgar a obra previamente.

A capa e a diagramação foram feitos cuidadosamente. Deu para sentir o amor da própria autora na construção tanto do enredo quanto na escolha destes detalhes. Atentei apenas para erros mínimos de revisão, que nada atrapalharam durante a leitura do livro.

A temática que predomina na obra, sem dúvida é a forte amizade entre Lúcia e Elena. Mesmo não sendo irmãs, ambas cuidam uma da outra para que não haja tristeza e muito menos confusão. Realmente, o amor pode se apresentar de diversas formas, e uma delas é a bela amizade entre as duas. O romance entre Elena e Samuel é secundário (ao menos para mim) já que a há uma forte valorização entre as duas amigas.
" -O amor pode vir de muitas formas, e uma delas é a amizade. A gente procurou tanto por algo que estava tão perto."

Outro ponto crucial é a paixão de Elena pelo ballet clássico, pude sentir cada momento descrito, nas vezes em que ela dançava. Dessa forma, não houve buracos ou furos na estória, cada núcleo narrativo colaborou para um excelente final, digno de um“felizes para sempre” moderno.
"-Ninguém é perfeito. Com o tempo tenho certeza de que conheceremos melhor os defeitos e qualidades um do outro. E assim nossa paixão arrebatadora vai virar um amor verdadeiro."

Recomendo a obra para os leitores que apreciam obras clássicas, e conto de fadas moderno. O canto do cisne consegue nos fazer suspirar no início ao fim.

Se interessou pelo livro e está afim daquele desconto especial? Então vai na lojinha da Bianca e coloca esse código aqui:

Agradeço a autora, em nome do blog, pelo grande apoio e incentivo!

0 comentários:

Postar um comentário