Review || Série SuperGirl | CBS

Olá, leitores! Eu sou a Bruna Carolina e agora, todas as sextas, vou estar aqui falando de séries e, de vem enquanto, de livros também. Espero que falarmos bastante do que tem de legal e do que não é tão legal assim nas séries. Aguardo os comentários de vocês.

Bom, a primeira séries que eu trago é SuperGirl. Série foi criada por Allison AdlerAndrew Kreisberg e Greg Berlanti no inicio do ano (2015), porém o desenvolvimento começou em setembro de 2014.

 SeperGirl é uma série americana, que conta com o elenco:

Melissa Benoist como Kara Zor-El / Kara Danvers / Supergirl
Mehcad Brooks como Jimmy Olsen
Calista Flockhart como Cat Grant
Chyler Leigh como Alex Danvers
Jeremy Jordan como Win Schott
Hank Henshaw como David Harewood.

Kara Zor-El nasceu no planeta Krypton, e escapou da destruição, há anos. Desde então, ela vive na Terra, e vem escondendo os poderes que ela e seus primos têm. Foi adotada pela família Danvers e resolveu ter uma vida normal, sem os seus poderes. 

Vivendo em National City, Kara trabalha como assistente de Cat Grant, uma jornalista ambiciosa e sedenta por notícias. Após um desastre na cidade, Kara resolve assumir suas habilidades e começa a ajudar David Harewood, em uma agência secreta, onde sua irmã criação, Alex Danvers, também trabalha. O objetivo da agência é proteger a Terra de alienígenas e outras ameaças externas.
SuperGirl escolhendo o uniforme
Quem conhece a história do Superman, sabe que Jimmy Olsen é seu melhor amigo e que trabalhava como fotografo no Planeta Diário, antes de ir trabalhar para Cat. 

Winslow "Winn" Schott é um expert em tecnologia que trabalha junto com Kara no KatCo. Baseado no personagem da DC Comics, Homem Brinquedo, ele é um dos primeiros a saber a identidade de Kara e a ajudá-la,  tornando ainda mais amigos.

"Supergirl", nos primeiros episódios, vive a sombra do primo, o que é bom em determinados aspectos, e ruim em outros. As pessoas ao redor de Kara que desconhecem sua identidade alienígena falam todo o tempo sobre a heroína da cidade, causando muita pressão nela e ser prima do Homem de Aço também não está a ajudando.

A série é considerada como voltada para o público feminino e, apesar de ter visto em vários comentários de "meninos" reclamando e sendo um tanto quanto machistas, vale ressaltar que não é para meninas. 

Acredito que os produtores irão manter essa linha mais feminista em SuperGirl, para a série não ser apenas uma adaptação de Superman. O que permitirá que SuperGirl tenha sua personalidade própria, deixando aos poucos de ser prima de Clark e sim uma heroína.
Kara e Jimmy Olsen
Quem gosta de romance fique feliz por que já há alguns indícios de relacionamentos, um triangulo amoroso entre a heroína, Jimmy Olsen e Win Schott.

Saiu uma nota recentemente de que o ator (e atual namorado da Melissa) Blake Jenner fará uma participação e pode ser que aconteça um romance entre eles também. Poderia rolar um dueto também, para matarmos a saudade de Glee. O que vocês acham.

Ainda é cedo para dizer se o restante da temporada irá manter o nível dos primeiros episódios. Tem muito efeito especial e alguns momentos de ação, mas também podemos esperar romance e drama familiar.
SuperGi e a irmã Alex Danvers
Ainda é possível assistir a série online ou quem TV por assinatura assistir todas as quartas às 22h 30 no canal Warner Channel.

Assista ao trailer do episódio piloto:

Referencias:
• http://www.adorocinema.com/series/serie-18159/

1 comentários:

  1. Olá, eu gostava do Superman e achei muito bacana a ideia de ter uma supergirl, gostei de saber um pouco mais sobre a série e a premissa da história, acho que gostaria muito de assistir.

    ResponderExcluir