Resenha || O estranho apartamento do Professor Clodoberto | Rosana Rios | Giz Editoral


O estranho apartamento do Professor Clodoberto

Rosana Rios

Ilustrações: Jackson Oliveira
Edição: 
Editora: Giz Editorial
Número de Páginas: 128
Edição: 2014
Avaliação: ★★★ ★
* Livro cedido em parceria com a editora
Sinopse: Vida de professor não é fácil. Que o digam o Professor Clodoberto e Dona Clarinha. Agora que o aluguel ficou muito alto, terão que se mudar... de novo. Eles encontraram um apartamento, mas fica muito longe da escola onde o velho professor ainda trabalha. Chegou a hora de se aposentar. Entre problemas do presente, questionamentos sobre o passado e apreensão pelo futuro, o casal descobre algo extraordinário: as plantas deixadas pelo antigo morador do novo apartamento aos poucos ganham consciência. No começo, são sussurros. Não demora a surgirem diálogos. O estranho apartamento do professor Clodoberto é onde se encontram personagens ternos e reais, que vivem situações comuns, mas de formas extraordinárias. É a simples história de pessoas com coragem, amor e, principalmente, esperança.

Faz anos que Dona Clarinha se aposentou como professora, mas o problema maior é que o seu marido e, também Professor, Clodoberto, vem adiando essa decisão. Ele ama ensinar ciências aos seus alunos, e tem uma paixão enorme em sempre descobrir coisas novas. Um problema que sempre acontece é o tal do aluguel, os dois sempre estão de mudança porque todos os anos o preço das casas e apartamentos sobem que chega a ser um absurdo!

Dona Clarinha decide que é hora de realizar uma nova mudança e, depois de muito procura, ela encontra um apartamento que a faz sentir que ali é o seu novo lar. Como tudo na vida exige tomada de escolhas, chegou a hora do Professor Clodoberto se aposentar, mesmo não sendo o seu desejo, ele segue o conselho da sua esposa.

Depois da mudança eles pensavam que as coisas iriam ser bem mais tranquilas e que se afastariam completamente da sala de aula...pura enganação! Porque naquele prédio havia crianças muito curiosas, inclusive uma delas já foi aluno do professor Clodoberto. O senhorzinho de idade não deixa nada passar e aproveita essa sua nova fase da vida para dá aulas de reforço.

Com todas as mudanças, coisas estranhas começam a acontecer naquele apartamento. Dona clarinha é apaixonada por violetas e acaba montando um pequeno jardim na área da casa. E quem já viu de tudo, sabe que até planta pode falar!

Esse é um livro muito fofo e divertido que a Giz Editorial disponibilizou esse mês. Com uma escrita criativa e ilustrações em preto e branco, com toque de violeta (porque dona clarinha amava violetas), terminei a leitura em pouco menos de duas horas.

Dei boas risadas com a Dona clarinha, pois ela quer conscientizar seu marido de que ele está na idade de apenas aproveitar. Já o Professor Clodoberto tenta mostrar para Dona Clarinha que mesmo aposentados ainda podem ser “úteis” à sociedade. Acredito que a reflexão contida no livro é justamente sobre esse dilema: “ O que fazer após a aposentadoria. ” Aos que chegam na terceira idade sentem uma inutilidade por não fazer aquilo que ama, e nem sempre estamos com o espirito aventureiro para viagens, festas.
Estava cheia de uma sensação quente e boa. Aquele apartamento não era como todos os outros imóveis que haviam alugado no decorrer dos anos. De alguma forma, ela teve certeza de que não sairia mais dali. Aquela era - mesmo! - a sua casa. - Pág. 25
A autora Rosana Rios tem uma escrita leve e divertida. O conteúdo do livro é para o público mais jovem, disposto a realizar leituras leves. As personagens principais se completam pelas personagens secundárias, nesse caso, as crianças do prédio, onde residiam os dois professores.

Aprendi muito com os experimentos do Professor Clodoberto e seu amor pela ciência, algumas vezes conhecemos termos bem didáticos tanto de língua portuguesa quanto de ciências. E para fala abertamente! As plantas sempre falam pelos cotovelos! Recomendo a leitura para o público jovem e professores da área de português e ciência, sem dúvida esse livro daria um bom estudo em sala de aula.

0 comentários:

Postar um comentário