Resenha || Par perfeito | Katie Ashley | Editora Pandorga


APar perfeito

Katie Ashley

Título original: The Pairing
Gênero: Romance
Editora: Pandorga
Número de Páginas: 323
Ano: 2014
Avaliação: ★★★
* Livro cedido em parceria com a editora
Sinopse: Depois que seu ex-namorado a deixou grávida e sozinha, Megan McKenzie não quer saber de relacionamentos. Ela passou os últimos dezoito meses focada exclusivamente em seu filho, Mason, e em terminar a escola de enfermagem. Embora não esteja pronta para complicar sua vida com um relacionamento de longo prazo, sexo sem compromisso é exatamente o que ela precisa. No batizado de seu afilhado Megan encontra o par perfeito, o padrinho, Pesh Nadeen. Afinal de contas, o viúvo também poderia ter bons momentos com ela. Mas depois de beber muito, a noite não acaba do jeito que ela imaginava. Forçada a deixar a casa de Pesh em uma “caminhada da vergonha”, Megan espera nunca, nunca mais vê-lo novamente… Mas o jogo está apenas começando.

A resenhista Amanda Melo falou sobre Par Perfeito, livro 3 da série A proposta. Devido a problemas técnicos, com o blogger, Amanda não conseguiu postar a resenha, por isso estou aqui postando para vocês. 
 
Alpesh, ou Pesh Nadeen é um dos protagonistas do livro Par perfeito, ele é médico, bonito e charmoso, que tem quase quarenta anos e recentemente perdeu a sua esposa por algumas complicações. Apesar de o par perfeito ser o terceiro livro de uma trilogia, seguida por: A proposta e o pedido ele não precisa das leituras anteriores, seu enredo é bem independente, não exigindo o conhecimento dos outros dois livros.
A outra protagonista é a Megan, uma jovem prestes a se formar em enfermagem, com um filho de 17 meses. Infelizmente, seus estudos tiveram que ser adiados porque ela teve que parar tudo para cuidar do seu filho. O pai simplesmente a abandonou e deixou-a a grande responsabilidade ser pai e mãe daquela criança. 

Emma e Aidan estão prestes a se casar, e eles percebem que a vida dos seus dois amigos estão por um fiasco, e eles creem e Pesh e Megan formariam um par perfeito, só que tem um detalhe, eles dois nem se conhecem e já causam toda essa euforia. Para quem não sabe, no passado, bem distante, Emma teve um caso rápido com Pesh, mas nem chegaram a ter nada sério, era mais uma paixão temporária.

Megan ouviu falar muito sobre Pesh, mas nem acreditava que ele seria tudo aquilo que realmente diziam, o problema é que no momento em que os olhares dois se encontram na igreja sentem-se rapidamente atraídos um pelo outro. 

Para complicar ainda mais a situação, a Megan tem que ficar completamente bêbada e revelar o tesão que sentia por Nadeen na mesma noite que o conhece. Como cavalheiro, ele não permite que ela faça nada que não queira, procura trata-la da melhor forma possível, mas isso não quer dizer que ele estava louco para possuir aquela mulher.
“Não quero jogar com você, mas você não me deixa escolha”... Tudo que eu quero é você”
O estrago foi feito, e desde aquela noite se passam meses, até que Megan consegue estagiar em um hospital. Agora veja só... Qual hospital? Isso mesmo o mesmo hospital em que o Dr. Nadeen, como é chamado, trabalha. Sua reação é querer fugir dali, já a reação que Pesh tem ao vê-la é a de que o destino deu a chance para agarrar de vez essa mulher.

Par perfeito tem papeis invertidos, porque Pesh quer um relacionamento sério e busca alguém não para substituir a sua falecida esposa, mas para dividir a sua vida. Megan, no entanto, só quer saber de curtir, ela não quer compromisso com Nadeen, apenas sexo. 

O que me deixou com raiva de Megan, é o fato dela ter o homem dos sonhos babando aos seus pés, mas não quer namorar com ele de jeito nenhum, por achar que ele vai fazer o mesmo que o seu ex fez, abandoná-la.
"Enquanto você pode só querer sexo comigo, eu quero muito mais de você. Eu quero o seu tempo, mas eu também quero que você entenda que você é digna de alguém especial".
No primeiro momento Nadeen é totalmente contra a opinião de Megan, mas se é para conquista-la e mostrar as suas reais intenções, ele joga o jogo dela em se envolver apenas com o sexo sem compromisso. Será que Alpesh consegue ter Megan de vez? E como está a cabeça de Megan com toda essa reviravolta?

Para quem gosta de um romance clichê, cheio de brigas, intrigas e “mimimis” é uma ótima pedida, eu o recomendo. Dei boas risadas com esses dois, como também fui do amor ao ódio pela personagem Megan. A escolha era óbvia, mas ela tinha que perder para perceber o valor de um homem como Pesh.

O livro é recheado de bebes fofos como o filho da Megan e da Emma, os dois se demonstram afetuosos por suas mães e esbanjam a beleza adquirida das duas, sem contar também que são mimados. A autora Katie tem uma escrita deliciosa, que me fez devorar o livro em pouco mais de duas horas. É um livro para se lê em uma tarde fria e gostosa e assim aproveitar.

Por Amanda Melo

0 comentários:

Postar um comentário