Resenha || A Garota Inglesa | Daniel Silva | Arqueiro


A Garota Inglesa

Daniel Silva

Título original: The English Girl
Gênero: Suspende/espionagem
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 336
Edição: 2015
Avaliação: ★★★★
* Livro cedido em parceria com a editora
Sinopse: Madeline Hart é uma estrela em ascensão no governo britânico: linda, inteligente, com uma trajetória de enorme sucesso após uma infância pobre. Mas ela também guarda um segredo obscuro – é a amante do primeiro-ministro Jonathan Lancaster. E isso é tudo que os sequestradores dela precisam saber para chantagear o premier e fazê-lo pagar caro por seus pecados, ameaçando Madeline de morte. Temeroso de um escândalo, Lancaster decide lidar com o caso sem envolver a polícia inglesa. É uma manobra perigosa, especialmente para o agente que conduzirá a busca pela garota. Porém, operações mortais com alto risco político não são novidade para o espião israelense Gabriel Allon. À medida que se aproxima o dia da execução de Madeline, Gabriel mergulha em uma angustiante empreitada para resgatá-la. Mesmo sob pressão, ele está certo de que será bem-sucedido, até que os acontecimentos se desenrolam de forma chocante, e nem mesmo o leitor estará preparado para o que Daniel Silva lhe reserva.
“Quando ela estiver morta. Então vocês saberão a verdade.”
Uma garota inglesa está desaparecida.
Suas férias na Córsega, com seus colegas de trabalho, acabou em tragédia. Não que alguém tenha evidências que provem isso. Madeline Hart desapareceu e nenhum corpo foi encontrado. O caso misterioso acaba por cair no esquecimento da imprensa após duas semanas sem notícias e sem avanço nas investigações, que continuam sem nenhum rumo certo.

No fatídico dia, foi fotografada conversando com um homem misterioso em um restaurante. O homem, de quem não se sabe absolutamente nada, também não foi encontrado.

Após duas semanas, uma mensagem chega ao Primeiro-ministro do governo britânico, Jonathan Lancaster. Sua amante fora sequestrada. A linda e inteligente - e com um futuro promissor na política – Madeline Hart, seu secreto caso amoroso. Um verdadeiro escândalo que não pode, de maneira alguma, vir à tona. Isso com certeza destruiria seu casamento e colocaria em risco seus planos para a eleição que se aproxima.
Mas como resgatar a garota inglesa sem envolver a polícia?

É aí que o espião israelense e lenda viva Gabriel Allon entra na história. Seu currículo não desconhece operações como essa, com grande porcentagem de risco. No começo, não quer se envolver com o caso, mas também não poderia deixar uma mulher desaparecida. Marcado pelas reviravoltas mais recentes de sua vida, Gabriel, relutante, aceita o desafio.

Mas nem nosso espião, nem ninguém, está preparado para o rumo que essa história irá tomar.
Com o prazo apertado para o resgate e cada vez mais envolvido com o caso, Gabriel terá que mergulhar cada vez mais fundo em esquemas políticos, organizações do governo e operações mortais que irão deixar o leitor de boca aberta e com o coração batendo mais forte a cada capítulo.
_ Quem é você?_ Eu sou o seu pior pesadelo e, se não calar a boca, vou matar você.”


A Garota Inglesa é 13ª história de Daniel Silva estrelada por Gabriel Allon e o 5º volume publicado no Brasil pela Editora Arqueiro. Os livros não precisam necessariamente serem lidos em ordem e o autor nos dá um bom resumo da vida do personagem e descrição das missões que ele já protagonizou, assim introduzindo melhor o leitor à narrativa.

Esse foi meu primeiro contato com a escrita do Daniel e fiquei realmente encantada com a qualidade de seu trabalho. Apesar de ser uma serie de livros grande, ele consegue nos situar muito bem no ambiente narrado e apresenta muito os personagens.

Gabriel é um espião israelense com um pé na da restauração de obras de arte. Já na meia-idade, coleciona missões bem-sucedidas durante a carreira. Simplesmente é bom em tudo o que faz. Em batalha, é forte, decidido e impiedoso com quem se atreve a se meter no seu caminho. Trata seus inimigos com especial brutalidade e é conhecido por isso. Ninguém que fica em sua lista negra sai impune, isso é certo.

Mas, com Chiara, sua esposa, é um marido apaixonado que leva em conta sua opinião e posição sobre qualquer assunto. Juntos, enfrentaram as mais difíceis provações e sofrem com as perdas do passado.

_ Como você vai saber quando parar?
_ Quando ele começar a afundar – respondeu Gabriel, calmo.
_ Me lembre de nunca entrar na sua lista negra.
_ Nunca entre na minha lista negra.”

Em se tratando de um mistério, o livro é repleto de reviravoltas e o ritmo é muito bom. Possui diversos personagem e, narrado em terceira pessoa, multíplos pontos de vista. Por isso, em alguns momentos, precisei parar um pouco para lembrar quem era mesmo tal personagem e o papel dele ali. No decorrer, acabei me acostumando ao estilo do autor e a leitura tomou um ritmo mais agradável.

O mistério é constante. Quando um é (aparentemente) resolvido, um outro aparece e toma a atenção do leitor. Um suspense crescente e revelações dignas e surpreendentes. Daniel Silva não economiza nos acontecimentos. O plot twist do final é insano!

Em muitos momentos durante a leitura, senti como se estivesse lendo algo escrito por Stieg Larsson, autor da trilogia Millennium, da qual sou uma grande admiradora. Um senhor elogio, diga-se de passagem :)

Para quem gosta de bons thrillers de investigação e mistérios bem elaborados, A Garota Inglesa é uma indicação e tanto! Irá agradar não só aos fãs de Stieg Larsson, mas também os aficionados por Harlan Coben e Dan Brown. Espero ter a oportunidade de ler outros livros do Daniel Silva e acompanhar as aventuras de Gabriel Allon.  

0 comentários:

Postar um comentário