Resenha || Sangue de Lobo | Rosana Rios e Helena Gomes | Farol Literário


Sangue de Lobo

Rosana Rios e Helena Gomes

Gênero: Ficção brasileira
Editora: Farol Literário
Número de Páginas: 416
Edição: 2014
Avaliação: ★★★★★
* Livro cedido em parceria com a Editora Farol Literário
Sinopse: Em 'Sangue de Lobo', um antigo original de um livro que conta uma história de mistério e morte jaz esquecido num pequeno museu em um restaurante no sul de Minas Gerais. Duas jovens, Ana Cristina e Cristiana, em viagem com a família de Ana, encontram-no e leem a história. Elas ficam assustadas, pois o enredo do livro retrata exatamente o jogo de RPG que elas criaram com amigos em São Paulo. E o mais curioso - a história se passa na cidade onde vão passar as férias. Foi lá que ocorreram crimes em série no início do século XX. E, no mesmo local, 100 anos depois, volta a acontecer uma sequência sinistra de mortes - oito macabras bonecas de porcelana parecem corresponder às vítimas de um insano assassino serial. As histórias do presente e do passado se misturam a partir do lobisomem Hector, um jovem inglês do passado que luta contra a maldição da Lua Cheia.

Duas garotas, uma viagem de férias e um livro antigo sobre lobisomens e assassinatos em série muito sinistros. Esse é o contexto de Sangue de Lobo de Rosana Rios e Helena Gomes, brasileiras que resolveram provar pra muitos por ai que no Brasil tem quem escreva ficção, e de antemão já ressalto, escrevem muito bem!


Confesso que de início a leitura não foi fácil. Sair da zona de conforto, e encarar um livro meio terror, meio suspense e mistério me deixou um tanto apavorada. Mas eu aceitei o desafio e não me arrependi.

A história começa com um jogo de RPG entre quatro jovens. Dentre eles estão Ana Cristina e Cristiana. A primeira é filha de uma família rica e muito renomada, a outra é filha da governanta da casa. No jogo os jovens criaram uma situação de assassinato onde a vítima é encontrada com um pequeno furo à altura do peito esquerdo e com os cabelos tosados cobertos por um véu, o objetivo seria descobrir o que causara a morte da vítima. Tudo certo.  Até ai é só um jogo mesmo!

De fato era só um jogo até que a família de Ana junto com Cristiana viajar para Passa Quatro, cidade do interior de Minas. Antes mesmo da chegada à cidade, num restaurante a primeira coincidência surge: Cris e Cris são convidadas a conhecer o museu do restaurante. Lá elas encontram um livro antigo cujo nome é Coração Selvagem de W. Lucas. Ao abrir o livro, a primeira linha lida foi de arrepiar:

“O assassino tosara os belos cabelos dourados de Beatrice”

E essa era a mesma situação do jogo que as meninas jogaram com seus amigos um dia antes da viagem. Ainda é só coincidência né?

A chegada das meninas na cidade e a leitura do livro vão deixando a leitura muito boa. Os dois acontecimentos vão trazendo muitos personagens, dentre eles podemos destacar do presente Daniel, Paulo e Jonas, moradores de Passa quatro. E do livro, Hector (o lobisomem), Coronel Albuquerque, sua esposa Estelinha e a filha do casal Alba.


Na pequena cidade tudo ia bem, mas parece que a ficção lida por Cris e Cris em Coração selvagem foi virando realidade: alguns assassinatos semelhantes aos do livro e do jogo foram acontecendo e nenhum suspeito foi encontrado. Será que a leitura do livro despertou algo? No passado havia também um lobisomem, estaria ele no presente também? O passado parecia estar voltando pra resolver algumas pendências com o presente. E agora?
"Ele arreganhou os dentes de novo, satisfeito. Saltou sobre a garota e derrubou-a no chão frio. Ela não podia escapar. Não havia amarras sociais, nenhum comportamento padrão a ser seguido, nenhuma regra imposta a ser obedecida. Havia apenas o predador e sua vítima".   
O que mais posso dizer? Eu nunca tinha lido um livro tão assustador e envolvente ao mesmo tempo. As autoras escreveram de uma maneira maravilhosa. Com a separação entre os capítulos do presente e os capítulos do livro Coração Selvagem (sim, eu me senti lendo dois livros) a leitura ficou mais interessante, pois eu estava lendo junto com as protagonistas.

Além disso, ressalto essa edição linda que foi pensada em cada detalhe para encantar nossos olhos! Diagramação está impecável e nenhum erro de digitação foi encontrado. É bom destacar que devido a quantidade de personagens ser muito grande, é possível que em alguns momentos a leitura seja feita com muita calma, logo não é um livro pra ser lido rápido.




Enfim, para quem curte uma boa dose de suspense, ficção e terror, ai está o livro perfeito! E tem novidade chegando, as autoras deram uma continuação a esse livro e vem por ai Olhos de Lobo, eu quero e vocês? Boa leitura! 

0 comentários:

Postar um comentário