[Crítica Fílmica] Mad Max: Estrada da Fúria

Título: Mad Max: Estrada da Fúria
Ano: 2015
Produtora: Warner Bros
Direção: George Muller
Gênero: Ação
Elenco: 
Tom Hardy/Charlize Theron/Nicholas Hoult/Hugh Keays-Byrne/Rosie Huntington-Whiteley/Riley Keough
/Zoë Kravitz/Abbey Lee e Courtney Eaton
Classificação: 16 anos
Avaliação: ★★★★★
Sinopse:
Perseguido pelo seu turbulento passado, Max Rockatansky (Tom Hardy) acredita que a melhor forma de sobreviver é não depender de mais ninguém além de si próprio. Ainda assim, acaba por se juntar a um grupo de rebeldes que atravessa a Wasteland, numa máquina de guerra conduzida por uma Imperatriz de elite, Furiosa (Charlize Theron). Este bando está em fuga de uma Cidadela tiranizada por Immortan Joe (Hugh Keays-Byrne), a quem algo insubstituível foi roubado. Desesperado com a sua perda, o Senhor da Guerra reúne o seu exército e inicia uma impiedosa perseguição aos rebeldes e a mais implacável Guerra na Estrada de sempre.


Pensa num filme com ação do começo ao fim...Pensou? Mad Max: Estrada da Fúria é eletrizante, impactante e cativante.

Mad é um rebelde sem causa. Decidiu sai do seu lar para não viver mais sob a tirania do Senhor da Guerra, mas acaba caindo nas mãos do mesmo e sendo usado como a "Bolsa de Sangue" que é a pessoa usada para transfusão de sangue para os combatentes que são feridos.

Furiosa que é um mulher decidida e que não vive sob a ordem de ninguém luta contra a nova ordem estipulada pelos "Senhores do Novo Mundo" e é uma mercenária que trabalha contrabandeando mercadorias dos grandes senhores para os povos que moram longe da Nova Ordem e vive sendo perseguida pelos tiranos e num desses roubos bem sucedidos, ela cruza seu caminho com o de Mad.

Numa luta alucinada, Furiosa consegue sobreviver a uma tempestade de areia no deserto que o mundo virou e foge com as esposas do grande tirano da Nova Ordem e sabe que será perseguida até a morte. Uma das esposas do malvadão está grávida e é constantemente observada por Furiosa e as outras para que não perca o bebê e numa parada para soltá-las de suas correntes, Mad aparece pedindo ajuda, mas é quase morto e só consegue fugir da morte eminente quando demonstra ser diferente dos capangas do Senhor da Guerra.

Os dois se juntam e montam um plano de fuga e a partir daí teremos um cenário de muitas lutas, descobertas inesperadas e mortes em prol da sobrevivência do grupo.
"Os planos para o quarto filme de "série" Mad Max, por 25 anos sofreu dificuldades financeiras para ser iniciado, Mel Gibson estava interessado em voltar para o filme, mas perdeu o interesse depois de 2000. Em 2003 George Miller (cineasta) anunciou que o roteiro para o quarto filme tinha sido escrito, e que a pré-produção estava nos estágios iniciais.

Em julho de 2010, Miller anunciou que tinha planos para filmar dois filmes da franquia. Em novembro de 2011, as filmagens foram transferidas de Broken Hill a Namíbia, após as fortes chuvas inesperadas que transformou o deserto lá em uma paisagem exuberante de flores silvestres, inadequadas para o visual do filme.

Em uma entrevista em julho de 2014 no San Diego Comic-Con, Miller disse que projetou o filme em storyboard antes de escrever o roteiro, trabalhando com cinco artistas de storyboard. Saiu como cerca de 3.500 painéis, quase o mesmo número de enquadramento, como no filme acabado. Ele queria que o filme fosse quase uma perseguição contínua, com relativamente poucos diálogos, para ter o visual em primeiro lugar e consequentemente, poder contar a história do filme apenas pelo storyboard." 

Para quem não sabe Mad Max é uma série. Nos trechos acima há informações sobre a continuação da saga após longos 25 anos e o grande diretor George Miller conseguiu concretizar seus sonhos quando alcançou o apoio financeiro para produção dos dois filmes da série.


Mad é um personagem muito similar aos soldados que retornam da guerra. Ele perdeu toda sua família e vive sofrendo com pesadelos e flashback das mortes de sua esposa e filhas e isso o tornou um homem fechado e amargurado, porém com um coração gentil e bondoso.

Furiosa é uma guerreira nata. Não teme ser a líder da equipe nos momentos de muita tensão. Pouco sabemos de sua vida antes de tudo que ocorreu ao nosso planeta. Descobrimos parte de sua história quando ela encontra mulheres que são amigas de sua mãe, já falecida.

Os Oscar conquistados na premiação mais importante do cinema foram bem merecidos para esse filme. A fotografia está impecável e o figurino dos personagens condiz perfeitamente com a evolução dos mesmos dos filmes anteriores. Todo o enredo é bem detalhado e sem aquela de filmes de ação não tem conteúdo ou aprofundamento dos personagens. No decorrer dos acontecimentos, somos levados as conversas íntimas que os personagens tem e assim tomamos ciência de seus fardos e escolhas até ali.


A atuação de Tom Hardy é surpreendente, porque o seu papel não exige tanto dele e ele brilha demais em toda a evolução do enredo e ao lado do talento indiscutível de Charlize Theron, fazem um casal brilhante e poderosos como seus personagens.

Mad Max: Estrada da Fúria veio para mostrar que ação tem enredo de qualidade, personagens bem trabalhados, fotografias impecáveis e sequência de cenas de modo inteligente.


0 comentários:

Postar um comentário