Resenha || O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida | Kate Eberlen | Editora Arqueiro

O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida

O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida

Kate Eberlen

Título original: Miss You
Gênero: Romance
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 432
Edição: 2016
Avaliação: ★★★★
* Livro cedido em parceria com a editora.
Sinopse: Tess sonha em ir para a universidade. Gus mal pode esperar para fugir do controle da família e descobrir sozinho o que realmente quer ser. Por um dia, nas férias, os caminhos desses dois jovens de 18 anos se cruzam antes que os dois retornem para casa e vejam que a vida nem sempre acontece como o planejado. Ao longo dos dezesseis anos seguintes, traçando rumos diferentes, cada um vai descobrir os prazeres da juventude, enfrentar problemas familiares e encarar as dificuldades da vida adulta. Separados pela distância e pelo destino, tudo indica que é impossível que um dia eles se conheçam de verdade... ou será que não? O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida narra duas trajetórias que se entrelaçam sem de fato se tocarem, fazendo o leitor se divertir, se emocionar e torcer o tempo todo por um encontro que pode nunca acontecer.
Gus e Tess são jovens de 18 anos com um grande futuro pela frente. Ambos foram aceitos na universidade e sentem um misto de medo e empolgação com a nova vida que os aguarda. Eles esbarram pela primeira vez na Itália, durante as férias, e depois disso o destino se encarrega de aproximá-los e afastá-los, sem nunca dar a chance de se  conhecerem de fato.

Gus perdeu o irmão mais velho em um acidente, e se sente culpado por isso. Sua relação com os pais não é das melhores, especialmente com o pai, que quer que o filho faça faculdade de medicina a todo custo, mesmo que esse não seja o sonho do garoto.

Tess é uma garota cheia de sonhos, inteligente e apaixonada pelos livros. Ela foi aceita no curso de Letras e não vê a hora de ir para a universidade, mas algo ruim acontece e agora ela precisa ficar na pequena cidade onde mora cuidando da irmã, Hope.
"É só que, às vezes, quando estou olhando para o céu limpo da noite, o universo parece tão vasto e aleatório que é estranho pensar em como nossos pequenos momentos na Terra podem conter tanto significado."
Os anos passam, as coisas mudam, pessoas se vão... A vida de ambos os personagens não é nada fácil. Gus passa por muitas mudanças em sua vida; Tess faz de tudo para cuidar da irmã e acaba esquecendo de si mesma. Será que os fios da vida de Gus e Tess irão se unir? Ou será que nunca ficarão juntos?



Neste livro acompanhamos a vida de dois personagens durante um período de 16 anos. De 1997 a 2013. O livro é narrado em primeira pessoa sob os dois pontos de vista, tudo muito bem estruturado.

Foi encantador conhecer personagens tão complexos e diferentes entre si, acompanhando as mudanças em suas vidas, as escolhas que fazem e onde isso acaba os levando... Gus e Tess são dois personagens muito bem construídos, ambos possuem sua cota de erros e acertos, e nem sempre fazem as escolhas certas. Eles se esbarram muitas vezes durante a história, como dois estranhos, sem trocar uma só palavra. Eles não se conhecem, mas foram feitos um para o outro.
"Será que esse negócio de alma gêmea não estava relacionado ao fato de que a emoção que chamamos de amor, que eu ainda não tinha vivenciado, era tão poderosa que fazia você acreditar que aquela era a única pessoa no mundo para você? Não era mais uma questão de definição do que de destino?"
Por ser uma trama de desencontros pode parecer que a leitura é arrastada, mas definitivamente não é. Essa foi uma leitura que me prendeu da primeira à última página, e a finalizei em questão de poucas horas, tanto que fiquei imersa nos dramas que envolvem o livro.


O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida é simplesmente encantador. Um romance que nos faz ver como a vida é complicada, cheia de caminhos tortuosos, e que nem sempre iremos pegar a estrada certa, mas que sempre vale a pena arriscar, seja por nós mesmo ou pelas pessoas que amamos.

Kate Eberlen escreve muito bem. Seu estilo me lembrou o de David Nicholls, e O Primeiro Dia me lembrou muito, muito mesmo, o romance mais aclamado do autor: Um Dia. Então quem, como eu, é apaixonada pela história de Emma e Dexter, não pode deixar de conferir o romance de Eberlen!

A edição está muito caprichada. Sou apaixonada por essa capa! Não encontrei erros de revisão e a tradução está muito boa. O livro tem um total de 432 páginas mas, como já disse, a leitura é tão envolvente que pode ser feita em apenas um dia. Super indicado!

E aí, o que vocês acham: Tess e Gus ficam juntos ou não? ;)

0 comentários:

Postar um comentário