5 razões para ler A Espada de Shannara || Série Shannara | Terry Brooks


A Espada de Shannara

Terry Brooks

Título Original:The Sword Of Shannara
Tradução:Ana Cristina Rodrigues
Gênero: Fantasia
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 544
Edição: 2014
Avaliação: ★★★
* Livro cedido em parceria com a editora
Sinopse: Há muito tempo as Grandes Guerras do Passado arruinaram o mundo. Vivendo no pacífico Vale Sombrio, o meio-elfo Shea Ohmsford pouco sabe sobre esses conflitos. Mas o Lorde Feiticeiro, que todos julgavam morto, planeja regressar e destruir o mundo para sempre. A única arma capaz de deter esse poder da escuridão é a Espada de Shannara, que pode ser usada somente por um herdeiro legítimo de Shannara. Shea é o último dessa linhagem e é sobre ele que repousam as esperanças de todas as raças. Por isso, quando um aterrorizante Portador da Caveira a serviço do mal voa até o Vale Sombrio, Shea sabe que começará a maior aventura da sua vida.

1. É para os fãs de Tolkein. Ou talvez não.
A Espada de Shannara é uma fantasia que tem inspiração no universo criado por Tolkein. No entanto, eu preciso ressaltar que Terry Brooks consegue criar uma identidade literária própria. Há pontos de interseção entre as duas narrativas de Senhor dos Anéis e A espada de Shannara, não vou negar. Mas o que realmente fica é que é uma obra bem escrita. O autor se esmera nas descrições. Em alguns momentos ele exagera. Mas acho que esse gênero exige que os autores dedique um tempo maior na descrição de pessoas, das criaturas, dos lugares, etc. E é isso que o leitor vai encontrar nesse livro. Há descrições detalhadas das criaturas, das lendas, das guerras antigas e da própria espada. Terry se dedica com muita atenção a absolutamente tudo.

2. Os personagens
O que chama atenção é que Tarry criou personagens verossímeis, que fraquejam, que se questionam, que precisam buscar forças interiores.  A Espada de Shannara traz a história de Shea Ohmsford, um meio-elfo que vive pacificamente nos confins das Terras do Sul, no Vale, junto com a família adotiva.  A vida de Shea muda completamente quando um estranho viajante chega ao Vale. Allanon é um misterioso andarilho das quatro terras. Allanon fala para Shea sobre o conselho Druida fundado em Paranor e sobre um Druida que se rebelou, Brona, também conhecido como Lorde Feiticeiro. Esse ser do mal é o responsável pela Primeira e pela Segunda Guerra das Raças, travadas há muitos anos e detido por Jerle Shannara e a espada dada pelo Druida Bremen. Lorde Feiticeiro está de volta e tem caçado todos os herdeiros do rei elfo, o que inclui Shea. Além de Shea, há ainda seu irmão, Flick. Os dois iniciam uma perigosa jornada em busca da Espada de Shannara. Outros personagens se juntam aos dois irmãos: Menion, um amigo corajoso de Shea; Balinor Buckhannah, herdeiro do trono do maior reino do sul; Hendel, um anão de poucas palavras, mas hábil e conhecedor do caminho até Paranor; Durin e Dayel, dois irmãos elfos, primos de Eventine, rei dos elfos. Entre os seres do mal o destaque vai para os Portadores da Caveira, seres poderosos que caçam Shea e seu irmãos. Sim, sim aqui tem muito similaridade com O Senhor dos Anéis.

3. Sobre o Espaço-tempo da obra.
Toda saga se passa num futuro remoto. O mundo entrou em colapso global que quase extinguiu a vida no planeta Terra. Os sobreviventes vivem espalhados pelo mundo destruído. Gradativamente os seres humanos descobrem que outras raças povoam o mundo em clãs distintos. 

4. Os Ingrediente do Fantástico

A Espada de Shannara é um livro para os amantes de criaturas como: Gnomos, Elfos, Trolls, Anões, criaturas do mundo astral, seres alados, criaturas monstruosas. Mas não é só isso, em A Espada de Shannara, todos esses seres estão inserido em um mundo extraordinário com paisagens exóticas, conferindo assim um dos principais elementos do romance épico de fantasia.

5. Tem uma lenda fantástica
A lenda é um dos principais pontos de destaque da obra. Se você, assim como eu, gosta de lendas antigas, com pontos bem amarrados, esse livro é para você. A Espada de Shannara  traz a saga da lendária espada forjada por Urpox Screl, o melhor ferreiro dos Quatro Reinos, baseado numa fórmula do Velho Mundo compilada por Congline e encantada com a magia do igualmente lendário Druida Bremen.

  • Bônus - Netflix espalhando amor
Você é do tipo que quando sabe que um livro foi adaptado logo corre para ler o livro, caso ainda não o tenho feito? Eu sou assim. Pois saiba que " As crônicas de Shannara" (The Shannara Chronicles), disponível na Netflix, é uma série baseada no livro "As pedras élficas", o segundo volume da Série Shannara. Eu vi o primeiro e segundo episodio e achei interessante.

Então é isso: livro recomendadíssimo. Quero logo terminar de ver todos os episódios da série e também ler o segundo volume. 

Por último, só que falar da edição. Essa capa é linda. Tem uma fita dourada que sai do selo, como vocês podem perceber nas fotos. Todo o restante (miolo) é bem simples. Acho que até merecia um trabalho mais acurado. A destaque vai para o mapa (na última imagem). Todo livro de fantasia que se preze traz um mapa de seu mundo. Como o catálogo da Saída de Emergência agora é da Arqueiro, quem sabe não rola uma nova edição. 


0 comentários:

Postar um comentário