Resenha || As Quatros Estações do Amor #4 | Escândalos na Primavera | Lisa Kleypas


Escândalos na Primavera

Lisa Kleypas

Gênero: Romance de Época
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 223
Edição: 2017
Avaliação: ★★★★★
Sinopse:
Daisy Bowman sempre preferiu um bom livro a qualquer baile. Talvez por isso já esteja na terceira temporada de eventos sociais em Londres sem encontrar um marido. Cansado da solteirice da filha, Thomas Bowman lhe dá um ultimato: se não conseguir arranjar logo um pretendente adequado, ela será forçada a se casar com Matthew Swift, seu braço direito na empresa. Daisy está horrorizada com a possibilidade de viver para sempre com alguém tão sério e controlador, tão parecido com seu pai. Mas não admitirá a derrota. Com a ajuda de suas amigas, está decidida a se casar com qualquer um, menos o Sr. Swift. Ela só não contava com o charme inesperado de Matthew nem com a ardente atração que nasce entre os dois. Será que o homem ganancioso de quem se lembrava era apenas fachada e ele na verdade é tão romântico quanto os heróis dos livros que ela lê? Ou, como sua irmã Lillian suspeita, o Sr. Swift é apenas um interesseiro com algum segredo escandaloso muito bem guardado? Fechando com chave de ouro a série As Quatro Estações do Amor, Escândalos na primavera é um presente para os leitores de Lisa Kleypas, que podem ter certeza de uma coisa: embora as estações do ano sempre terminem, a amizade desse quarteto de amigas é eterna.
“Daisy passava tempo demais com seus livros. Se lhe permitissem, passaria a maior parte do dia lendo e sonhando”.

Depois da determinação de Annabelle em Segredos de uma Noite de Verão, da ousadia de Lillian em Era uma Vez no Outono, e da coragem de Evie em Pecados no Inverno, chegamos ao quarto e último volume da série As Quatro Estações do Amor de Lisa Kleypas.

Agora é a vez de Daisy em Escândalos na Primavera nos mostrar toda a sua delicadeza e nos fazer querer mais e mais aventuras das nossas amadas flores secas.

Recapitulando: a série conta a história de quatro amigas que se unem por um ideal em comum: todas querem arrumar um marido, porém, já são conhecidas por sempre tomarem chá de cadeira a cada temporada. Mas o que tinha de errado com elas? Por que moças tão bonitas não conseguiam atrair a atenção dos homens?

A grande questão era que, para além da beleza, o quarteto era bem genioso e acaba por afastar os homens por terem personalidades fortes, que certamente não era bem visto para as mulheres da época.

Mas agora que três das flores secas já se casaram e construíram suas famílias, é a vez da irmã caçula de Lillian a pequena e doce Daisy encontrar um pretendente que a fizesse feliz, assim como acontecia nos livros em que ela lia (Sim, Daisy é uma leitora compulsiva!).

Com as confusões de Lillian, mesmo tendo resultado em um final feliz, o pai das irmãs Bowmans já estava de saco cheia dessa brincadeira de casar as filhas com um aristocrata com um titulo de nobreza e por isso, decidiu por conta própria o candidato a marido de Daisy, e ela é claro detestou a ideia.

Matthew Swift, o escolhido para preencher a vaga, trabalha com o pai de Daisy desde que era muito jovem e sempre levou a fama de bajulador e ambicioso. Além disso, a aparência do jovem desagradava em todos os aspectos a nossa mocinha. Porém, em mais temporada em Hampshire, Matthew foi convidado e Daisy se surpreendeu não apenas com a sua aparência, mas também com o homem que ele se transformou.

Será que o improvável aconteceria? Como justificar a atração que parecia existir entre Daisy e Matthew? Calma que não foi tão fácil assim! Haviam mágoas e muitos segredos envolvidos em meio a tudo isso. Porém, eles viveram juntos situações inusitadas que fizeram com que tudo fizesse sentido.

“Daisy Bowman – eu trocaria uma eternidade no inferno por uma hora com você”. 

E aos poucos Daisy foi percebendo que não conhecia Matthew e que ele não era quem ela pensava. E depois disso foi só amor (o que seria de nós sem esse clichê né?). Mas, mesmo com o casal se entendendo houveram inúmeras reviravoltas típicas dos livros da Lisa, que quando achamos que chegou o final feliz ela nos surpreende com muita ação e nos deixa de queixo caído.

Esse livro sem dúvidas encerrou a série com chave de ouro. Aqui, além de conhecermos melhor Daisy, pudemos ver também como Annabelle, Lillian, e Evie estavam, e matar a saudade delas, é claro. Sei que muita gente acha fútil essa história de mocinhas em busca de um casamento, mas, para além disso, eu consegui enxergar a amizade que nasceu entre essas quatro e que renderam belas lições, e isso foi sem dúvidas o melhor da série!

E como a gente fica quando lê o último livro da série? Morrendo de saudades e querendo mais! Que experiência incrível. Adorei cada volume dessa série, mas confesso que meu queridinho master foi Pecados no Inverno, não tinha como não me derreter por Evie e Sebastian o casal mais improvável que deu super certo e, além disso, cada personagem me cativou de forma única – e...

Eu poderia tecer mais um monte de elogios, mas vou parar por aqui e indicar mais uma vez a leitura dessa série para os amantes de romances de época. Boa leitura! 

– Este é um brinde especial para você, querida – disse Lillian enquanto Annabelle despejava o líquido borbulhante nas taças.

Daisy segurou a sua taça de cristal.

– Deveria ser um brinde a todas nós. Afinal de contas, nossas perspectivas de casamento eram as piores possíveis três anos atrás. E vejam só como as coisas mudaram.
 – Tudo o eu foi preciso foi uma conduta tortuosa e alguns escândalos aqui e ali – disse Evie com um sorriso.
– E amizade – acrescentou Annabelle.
– À amizade – disse Lillian. E as quatro taças se tocaram naquele momento perfeito. 

0 comentários:

Postar um comentário