Resenha || Clube da Insônia | Tico Santa Cruz | Editora Belas Letras


Clube da Insônia

Tico Santa Cruz

Gênero: Contos
Editora: Belas Letras
Número de Páginas: 104
Edição: 2012
Avaliação: ★★★★
* Livro cedido em parceria com a editora
Sinopse:
Na noite, a fúria e a paixão se encontram. O submundo emerge às ruas, evocando gente esquecida que não tem vez nem voz e perambula pela cidade em busca de luz. A noite também é a casa da diversão sem hipocrisia, da embriaguez, da luxúria, das angústias e das reflexões de quem não consegue adormecer antes de a loucura se recolher novamente aos seus abrigos diurnos. De olhos bem abertos, o músico Tico Santa Cruz, líder da banda Detonautas Roque Clube, leva o leitor a um mergulho na escuridão para compartilhar seus medos e seu inconformismo, em textos viscerais que pulsam do início ao fim, madrugada adentro, até o sol nascer.


“O organismo desse livro pulsa, e não estou aqui para ser guru de ninguém, portanto, tire sua própria conclusão e aceite as consequências cabíveis, pois suas escolhas lhe colocaram onde está e assim para sempre será. Não há mocinho, nem vilão. Apenas há”.  
Tico Santa Cruz – vocalista da banda Detonautas Roque Clube – aproveitou muito bem as suas noites de insônia e passou a usar esses momentos a seu favor: escrevendo contos e poesias que a principio eram postados nas plataformas virtuais, mas que depois viraram livro, e é dele que vamos falar hoje!

Dividido em duas partes Clube da Insônia vai da sensibilidade ao choque de realidade, do auto - reconhecimento à indignação...


Na primeira parte Tico usa da simplicidade e da clareza para falar de si e de nós. Aqui lemos sobre as pequenas coisas que nos movem: o primeiro colégio, as brigas com a (o) namorada (o), o reconhecimento de si como alguém que existe e que tem uma bela e longa história para contar e até mesmo sobre como uma simples ação pode fazer uma grande diferença.

“Não tem medo de se arrepender? Tenho, o medo é o combustível dos derrotados; o medo é o que finca as pessoas em suas frustrações pessoais. Prefiro arriscar”. 
A segunda parte é um balde de água fria sobre nós. Traz textos intensos que nos mostram nada mais do que a realidade que passa despercebida aos nossos olhos e que sempre tá longe demais pra merecer a nossa atenção como crianças que perdemos para as drogas e para o crime. Além disso, também vemos textos que fazem críticas aos políticos e a corrupção.


Graças à escrita direta de Tico Santa Cruz a leitura de Clube da Insônia foi rápida e intensa, cada conto e poesia me propiciou uma reflexão desde as mais simples e que dizem respeito a minha vida, até as mais intensas que dizem respeito a mim e a todos nós.
“Sentir-se vivo não é só viver o dia todo fazendo tudo e qualquer coisa”. 
A edição desse livro está incrível, além da diagramação caprichada, temos também uma série de ilustrações que vieram para somar ao conteúdo escrito e deixar tudo ainda mais agradável de ler, e de se ver. Portanto, leitura indicada para quem gosta de contos, para quem gosta do Tico Santa Cruz e do Detonautas e para quem gosta de ler alo novo e sair da zona de conforto. Boa leitura! 


0 comentários:

Postar um comentário