Resenha || Sobre o Amor e Outras Manias | Leonardo Santaroli | Editora Rodapé

Resultado de imagem para Sobre o amor e outras manias

Sobre o Amor e Outras Manias

Leonardo Santaroli

Gênero: Crônicas
Editora: Rodapé
Número de Páginas: 222
Edição: 2017
Avaliação: ★★
* Livro cedido em parceria com a editora.
Sinopse: Leonardo Santaroli sempre gostou de escrever sobre questões sentimentais mas não se sentiu, por muito tempo, confortável para divulgar. Nascido no interior de Minas Gerais, aos treze anos descobriu-se apaixonado pela literatura logo após conhecer o seu primeiro amor na adolescência. Incentivado por esse amor, ele começou a divulgar timidamente os seus pequenos textos numa rede social. Ele não imaginava que conquistaria em menos de um ano mais de cem mil seguidores e leitores que passariam a despertar nele, o desejo de lançar o seu primeiro livro, fazendo -o reconhecer em si mesmo uma vontade imensa em tornar-se um escritor, desconstruindo o seu próprio medo de assumir-se sensível por falar de questões sentimentais. Aos vinte e um anos, um dos seus maiores sonhos torna-se realidade com o livro “Sobre o amor e outras manias” publicado pela editora D’Plácido e esperado por todos aqueles que o acompanham nas redes sociais e que sonham junto, esse sonho.
Sobre o Amor e Outras Manias é o livro de estréia do autor mineiro Leonardo Santaroli, que faz grande sucesso nas redes sociais com seus textos sobre amor, agora reunidos em uma belíssima edição publicada esse mês pela editora Rodapé, selo do Grupo D'Plácido, e com ilustrações feitas por Victor Soares.

O amor, segundo Aristóteles, é formado por uma única alma habitada em dois corpos; já Platão tinha o seguinte a dizer sobre esse sentimento: "Ao toque do amor, todas as pessoas se tornam poetas". Alguns dizem que é loucura; outros acreditam se tratar de doença, mas, como disse o filósofo e poeta Henry David Thoreau, "Há apenas um remédio para o amor, que é amar mais."



É incontestável que esse sentimento nos dá animo, nos move, que embeleza a vida. O que seria de nós sem o amor? O amor quando vai embora dilacera, deixa feridas, magoa e transforma. Quando assumimos nosso amor por outra pessoa, precisamos nos preparar para as dores de um coração partido mas, antes da partida, foram tantos os momentos bonitos... e essas lembranças boas que só o amor é capaz de criar nos move também.
"Ela me confessou que na minha ausência só precisou de uma boa música, uma dose de uma bebida qualquer e alguns lenços. E assim foi levando. Então acabou confessando um pouco mais, disse que a dor era reflexo de sua total entrega e que pior do que não ouvir um "eu te amo" de alguém, é ouvir e depois descobrir sua inverdade nas entrelinhas do destino."

E é sobre esse sentimento que o jovem autor aborda em seus pequenos textos, que transbordam graça e intimidade; que provocam e envolvem o leitor, fazendo-o lembrar das próprias paixões e amores.
"As pessoas vão te abandonar e você se sentirá sozinha, mas enxugue as suas lágrimas, isso tudo é a vida levando de você aquilo que não vale a pena viver."
Mas como amar alguém se não conseguimos amar e admirar a nós mesmos? O amor próprio também é tema de alguns desses textos, que falam de liberdade, aceitação, expectativas e responsabilidade sentimental.

O amor não mede esforços, não é competição, não é prender ou querer mudar o outro. Amor é aceitar as diferenças, é dar liberdade, é somar e compartilhar.


Esse é um livro para se ler aos poucos, ou para devorar em uma sentada. Foi uma leitura muito envolvente e adorei conhecer o trabalho desse autor, que mostra um talento notável e já conquistou tantos leitores, especialmente o público jovem adulto.
"Só não me venha com aquele papo de que criei muitas expectativas. Existe uma diferença gritante entre criar expectativas e acreditar em pessoas. Eu acredito em pessoas na mesma intensidade com que acredito no amor."
Pense em um livro bonito! As belas palavras do Leonardo são acompanhadas de lindas ilustrações, o que torna a experiência de leitura ainda mais interessante. A edição está um primor e a editora Rodapé se preocupou com os detalhes. Não encontrei erros de revisão.


Uma ótima dica para presentear a quem se ama!

0 comentários:

Postar um comentário